Suspeito de assassinar soldado da PM morre em troca de tiros em Murici

wellington

Um homem suspeito de envolvimento no assassinato do soldado da Polícia Militar morreu após trocar de tiros com policiais na na madrugada deste sábado, 07, em Murici.

Após o homicídio, equipes do 2º BPM conseguiram chegar ao paredeiro do acusado após denúncia anônima. A guarnição foi recebida à bala e durante a troca de tiros, um dos acusados, identificado até o momento como Wellington, foi baleado e morreu antes mesmo de receber atendimento médico.

Wellington é suspeito de envolvimento na morte do policial militar, Renato Gonçalves, que era lotado no 2° Batalhão de Polícia Militar. O soldado foi executado na noite desta sexta-feira (06) quando chegava em sua residência, situada na Rua Presidente Kennedy, no bairro Campo Grande, em Murici. O soldado foi baleado no momento em que voltava do treino de jiu-jitsu. Mesmo ferido, ele ainda conseguiu entrar em casa, mas morreu a caminho da unidade de saúde.

A PM informou ainda que Renato Gonçalves Soares foi alvejado pelo garupa de uma motocicleta. Ainda na versão de testemunhas, o garupa e o piloto esperavam o PM voltar para a casa e atiraram no soldado quando ele se aproximou.

O corpo do soldado está sendo velado na Escola Sesi, em Murici, e o sepultamento será realizado às 16h no Cemitério Municipal de Murici.

Alagoas 24 Horas