Rodrigo Faro e a hora da mentira

Está rendendo o episódio de domingo no programa de Rodrigo Faro, quando um menino de cinco anos supostamente teria conhecido seu ídolo, o cantor Leonardo. Suprima-se daí o “supostamente” e o “teria conhecido”, porque na verdade o garoto Felipe Marcondes já conhecia Leonardo de outros carnavais – ou melhor, da Festa do Peão de Barretos.

Tudo parece um grande mal-entendido, certo? Mais ou menos. Primeiramente porque a reportagem foi vendida exaustivamente com chamadas do tipo “Felipe tem só 5 anos e sabe tudo sobre o Leonardo! Hoje ele vai realizar o sonho de conhecer o ídolo!”. Depois porque a Record alardeou um bocado o fato de ter ficado em primeiro lugar por um período com essa matéria; batendo, inclusive, Faustão e a final da ‘Dança dos Famosos’.

Mas aí a coisa começou a degringolar. Descobriu-se – informação do colunista Flávio Rico – que Felipe já tivera um encontro anterior com o cantor em agosto. Procurado por outro colunista de TV, Maurício Stycer, Faro tentou se justificar dizendo que Felipe conhecera Leandro, sim, mas fora por apenas 30 segundos, o que ele – Faro – não considerava como de fato “conhecer”.

Faro ainda completou: “se for assim eu conheço a Madonna, o Michael Jackson, a Lady Gaga, porque já estive em locais onde eles estavam, eles olharam pra mim, me cumprimentaram, mas eu não conheci. ” Bom, meu caro, para registro jornalístico, se eles o cumprimentaram, então você os conheceu. Não dá para fazer um auê com uma reportagem querendo mostrar inédita a surpresa do menino. O nome disso é má fé.

O episódio de Faro se insere perfeitamente nesses tempos de “tudo pela audiência”. Para dizer a verdade, a má fé e a concorrência desleal não são privilégio da nossa era. O problema é que agora temos essa escassez de anunciantes e uns bons números no Ibope sempre ajudam. Quer dizer, desde que você não seja desmascarado.

Faro parece ser um sujeito gente boa e podemos até dar um crédito para ele – muito embora esse crédito fique cada vez mais difícil, principalmente depois que a assessoria de Leonardo declarou no programa de Sonia Abrão, ‘A Tarde é Sua’, que o apresentador sabia do encontro prévio entre o menino e o cantor.

Imagina-se que os espectadores do ‘A Hora do Faro’ nesse momento se sintam um tanto enganados. Claro, não chega a ser tão grave quanto a reportagem forjada de Gugu com o PCC em 2003 (em um país sério aquilo ali daria um rolo danado), mas que fique a lição para o apresentador e para a sua produção: melhor uma audiência modesta, porém honesta, a fazer o seu público de otário.

 

Yahoo

15/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *