Robert De Niro, Alec Baldwin, Mark Ruffalo, Juliane Moore e Cher protestam na véspera da posse de Trump

Enquanto os Estados Unidos vivem a expectativa pela cerimônia de posse de Donald Trump em Washington, nesta sexta-feira, a noite de quinta foi marcada por um protesto que reuniu milhares de pessoas em Nova York, cidade natal do republicano, para demonstrar sua reprovação ao novo presidente.

Entre os atores e atrizes que fizeram discursos no evento estiveram Robert De Niro, Alec Baldwin, Mark Ruffalo, Juliane Moore e Cher.

Ruffalo, um dos primeiros a subir ao palco, reforçou o caráter pacífico do movimento, batizado de “We Stand United” (Nós Permanecemos Unidos): “Quero que vocês se considerem protetores de pessoas, e não manifestantes. Se você quer violência, caia fora. Nós somos pacíficos”, disse ao público.

“Ele é um mau exemplo para este país, para esta cidade”, declarou Robert De Niro. O veterano ator leu posteriormente um tweet fictício, imaginando o que Trump postaria na rede social após a manifestação: “De Niro deveria devolver seus Oscars. A votação foi uma farsa. Só existe um Touro Indomável e ele é Vladimir Putin.”

Alec Baldwin, outro desafeto declarado e alvo de críticas constantes do novo presidente norte-americano no Twitter, repetiu sua já conhecida imitação de Donald Trump, que apresenta desde o ano passado no programa humorístico Saturday Night Live.

No último final de semana, um jornal escocês comparou a cerimônia de posse de Trump a um episódio da série ‘Além da Imaginação’.

 

Yahoo

21/01/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *