Reunião entre SMTT e rodoviários de Maceió suspende greve na segunda

Chefe de Gabinete da prefeitura convocou categoria para discutir cobranças. Se não chegarem a acordo, paralisação dos ônibus pode ser remarcada.

A greve dos rodoviários que estava marcada para segunda-feira (23) foi suspensa devido a uma convocação de reunião entre a categoria, empresários e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió (SMTT). A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Alagoas (Sinttro-AL) neste sábado (21).

De acordo com o Sinttro, a reunião foi convocada pelo chefe de gabinete da prefeitura, Tácio Melo, que já foi superintendente da SMTT até o ano passado.

Caso não haja acordo, a categoria afirma que vai paralisar os serviços no dia seguinte, o que comprometerá a circulação de ônibus na capital.

As cobranças partem de rodoviários das empresas Veleiro, Real Alagoas, São Franscico e Cidade de Maceió.

De acordo com o presidente do Sinttro, Écio Ângelo, a decisão da greve é uma forma de cobrar que os empresários do setor cumpram com acordos trabalhistas.

“A paralisação ocorre porque o plano de saúde dos rodoviários não está sendo pago pelos empresários, deixando os profissionais e familiares sem assistência médica”, explicou Écio, ao ressaltar que, caso a greve seja confirmada, cerca de 700 ônibus deixarão de circular em Maceió.

Segundo o Sinttro, o plano de saúde utilizado pelos rodoviários e dependentes reúne 5.600 beneficiários somente da categoria. O valor pago pelos empresários deveria ter sido repassado no último dia 15, mas a classe patronal pediu uma prorrogação do pagamento até a sexta (20). Como o compromisso não foi cumprido, a categoria decidiu paralisar as atividades.

“Lutamos muito por essa conquista que é a assistência médica dos rodoviários. É uma questão fundamental para os trabalhadores e seus familiares que contam com o serviço e, agora, se veem na iminência de ter o serviço interrompido”, completou Écio Ângelo.

g1

21/01/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *