Ressocialização garante agenda permanente de ações no Vale do Paraíba

Interiorizar as ações com serviços de qualidade para a população é uma das missões do Governo Presente. Em sua 7ª edição, o programa beneficiou todos os municípios do Vale do Paraíba, na última semana. Mas, engana-se quem pensa que as iniciativas não terão continuidade. O legado das iniciativas permanecerá por muito tempo, graças à parceria da Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) com as prefeituras da região.

De forma inédita, a Seris contemplou 100% dos municípios participantes. Pelo projeto ‘Uma Nova História’, desenvolvido pelo Núcleo de Acompanhamento de Alternativas Penais e Programas de Reintegração Social, os reeducandos limparam e fizeram a manutenção das vias públicas e instituições sociais. Além disso, foram assinados convênios com a Secretaria da Educação para empregar reeducandos em escolas estaduais da região.

Instituições sociais de todos os municípios, designadas pelo Poder Judiciário, também foram beneficiadas. Elas receberam botijões de gás oriundos do Núcleo de Acompanhamento de Alternativas Penais.

Equipes multidisciplinares da Gerência de Saúde da Seris realizaram atendimentos para promover a saúde dos servidores e internos nas delegacias e no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) da região.

Nesta edição, 260 kits de bebês foram entregues em cinco municípios. A agente penitenciária e assessora de Governança e Transparência, Fabiana Santos, explica que as ações da Seris tiveram o intuito de firmar parcerias e expandir, permanentemente, os benefícios do Governo Presente.

“A entrega dos kits não teve o intuito apenas de doar, mas de apresentar nosso trabalho e firmar parcerias para expandir a atuação da Seris”, disse.

O secretário da Ressocialização, coronel Marcos Sérgio de Freitas, destacou a quebra de paradigmas. “Esse projeto é importante, porque tem um cunho social muito grande. Cria-se um vínculo daquelas pessoas que, momentaneamente, estão sob nossa gestão e que um dia vão voltar para o convívio social. A parceria do Governo de Alagoas com as prefeituras, entidades e organizações fortalece o nosso papel ressocializador”, ressalta.

Ação permanente

No primeiro contato com a Ressocialização, as prefeituras de Atalaia, Mar Vermelho, Capela e Carneiros já manifestaram interesse em ampliar a parceria com o Governo do Estado.

A proposta da Secretaria de Ressocialização é fornecer mão de obra carcerária, oriundas das oficinas da Fábrica de Esperança, para a produção de kits para os municípios. Como contrapartida, os municípios fornecerão a matéria-prima para a confecção.

“Essa parceira será benéfica para todos. As prefeituras economizarão com a aquisição dos kits e nós continuaremos a profissionalizar as reeducandas. É nos pequenos gestos que demonstramos o cuidado com o povo e é uma oportunidade de trazer para a sociedade as boas práticas que surgem nos presídios”, ressalta a gerente de Educação, Produção e Laborterapia, agente penitenciária Andréa Rodrigues.

O prefeito de Capela, Adelminho Calheiros, parabenizou a administração penitenciária pela execução dos projetos que têm mudado a vida dos internos e dos seus familiares por meio do trabalho digno. As ações trazem ainda mais segurança para a sociedade, com a redução dos índices de reincidência criminal.

“Pequenos atos podem proporcionar uma grande melhoria para a população. Acreditamos nos projetos da Seris e vamos fortalecer essa parceira”, fala.

Responsabilidade social

Além de contemplar todos os municípios desta edição do Governo Presentes, a Seris teve outro diferencial em suas ações: todos os produtos doados foram produzidos nos presídios.

“Nosso trabalho cativou muita gente, gestores, prefeitos, e todos ficaram admirados. Não visamos o lucro. Ao contrário, levamos valores sociais. Não distribuímos apenas kits, entregamos produtos ressocializadores”, finaliza Fabiana Santos.

Ascom – 09/09/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *