Renan Filho diz que Estado vai investir mais recursos na capital

renan
O governador Renan Filho lançou, na manhã desta segunda-feira (30) o programa Pequenas Obras, Grandes Mudanças, que terá como foco principal reformar escadas e pontilhões em 37 grotas da capital. Ele também frisou que o Governo do Estado irá investir mais recursos em Maceió em obras de vários segmentos.

A previsão é que as reformas e outras melhorias previstas para a primeira etapa do projeto girem em torno de R$ 10 milhões, oriundos de recursos próprios. Renan Filho disse ainda que o Estado tem se preocupado com a capital e que vai continuar executando obras e outras melhorias.

“O governo não tem intenção política com essas obras. Estamos pensando em melhorar a vida das pessoas e investir nas grotas é melhorar a vida real do cidadão. Estamos preocupados em reduzir a violência, investir na educação também”, disse.

Ao lado do deputado federal licenciado e aposta do PMDB para concorrer à prefeitura de Maceió, Cícero Almeida, o governador assinou a ordem de serviço que irá contemplar 37 grotas espalhadas pela capital, iniciando os trabalhos pela reforma da escadaria da grota do Pau D’Arco, no bairro do Jacintinho. Para a obra estão previstos R$ 300 mil de investimento.

Áudios e programas sociais

Questionado sobre o cenário político atual e o vazamento de áudios que poderiam comprometer também governadores, Renan Filho disse estar tranquilo e afirmou que generalizações neste momento são perigosas.

“Essas delações sem provas deveriam agravar a pena e serem consideradas crime no país. Eu estou tranquilo assim como outros governadores quanto a isso [sobre o possível envolvimento de governadores no esquema de corrupção da Petrobras]. Esses áudios só causam dificuldade a quem investiga”, disse.

Já com relação a possibilidade de redução na oferta de programas sociais pelo Governo Federal, Renan Filho disse apoia a manutenção deles, já que foram importantes para a melhora da região Nordeste. “O Brasil não pode retroceder em programas sociais. Eu como governador de um estado pobre e que teve a população beneficiada, não acho que o Bolsa Família seja esmola. Ele ajudou a emancipar uma geração”, completou.

*Colaboradora