Procon notifica escolas em Maceió por cobrança abusiva de mensalidade

Órgão recebeu 6 denúncias sobre cinco escolas da capital.
Segundo o Procon, reajuste nessas unidades foi acima da inflação.

O Procon notificou, na manhã desta quinta-feira (12), cinco escolas de Maceió por cobrança abusiva no valor da matrícula de estudantes. De acordo com as denúncias recebidas pelo órgão, a mensalidade havia sido ajustada acima da inflação.

Segundo Roberto Melo, agente de fiscalização do Procon, ao todo o órgão recebeu seis denúncias, sendo que duas delas eram relacionadas à mesma escola. As unidades de ensino notificadas estão localizadas nos bairros do Antares, Bebedouro e Farol.

“A inflação deu em torno de 7%, e segundo as denúncias, tem escolas praticando reajustes de 12% a 15%, sendo que o aceitável é no máximo 10%. Uma outra denúncia dava conta de uma escola cobrando mensalidades até 35% mais caras, mas não foi oficializada”, explica Melo.

Ainda segundo o agente do Procon, as escolas têm até 10 dias para apresentar planilhas que apontem melhorias estruturais nos estabelecimentos de ensino, que justifiquem o aumento. Caso não façam isso, a notificação será transformada em auto de infração. Por outro lado, se conseguirem provar, a notificação será arquivada.

“Geralmente as notificações são feitas via correio, mas como está se aproximando o início do ano letivo, resolvemos entregar as notificações pessoalmente. Duas das escolas estavam fechadas, e vamos voltar nelas amanhã [sexta-feira, 12]”, conclui Melo.

g1

12/01/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *