Presidente do Cetran, denunciado na Operação Carranca, é exonerado

134
O presidente do Conselho Estadual de Trânsito de Alagoas, Ederaldo José Santos de Araújo Barros, foi exonerado pelo governador Renan Calheiros (PMDB). A exoneração foi publicada no Diário Oficial do Estado, na edição desta quarta-feira, 11.

O ex-presidente é engenheiro civil e chefe de gabinete do Detran. Ele foi denunciado pelo Ministério Público Federal em 2008. Na ocasião, o MPF ofereceu denuncia contra doze pessoas envolvidas no desvio de recursos federais destinados a obras públicas em municípios alagoanos e o processo esta em tramitação na Comarca de Arapiraca.

Segundo o MPF, à ocasião da oferta da denúncia “as investigações iniciais estimam que o montante desviado no esquema seria de cerca de R$ 55 milhões. Na época em que a foram cumpridos os mandados de prisão e de busca (a chamada Operação Carranca) a Justiça Federal determinou também o seqüestro de 31 imóveis e 35 veículos, além do bloqueio de 18 contas bancárias. Foram presas 20 pessoas. Hoje, 24 já estão processadas e cinco dos seis líderes das quadrilhas ainda têm contra si ordens de prisão. Os bens dos acusados continuam bloqueados”.

Na portaria do DOE desta quarta-feira, Renan Filho considera o que consta no processo administrativo nº 1101-1453/2016 e que a pedido, resolveu exonerar o então presidente do conselho.

Alagoas 24 Horas