Prefeitura reinaugura nesta terça Escola Pompeu Sarmento

A Escola Municipal Pompeu Sarmento passou por uma grande reforma e vai beneficiar centenas de crianças.  Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

O prefeito de Maceió e a secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, reinauguram nesta terça (7), ás 9 horas, a Escola Municipal Pompeu Sarmento, no Barro Duro. A unidade escolar, que foi totalmente reestruturada, recebeu o investimento de cerca de R$ 2,3 milhões em recursos próprios da Prefeitura.

A unidade faz parte do pacote de reestruturação realizado na Rede Municipal de Ensino e foi planejada para futuramente funcionar na modalidade de tempo integral. O aproveitamento da área, que já era ampla, foi otimizado. O prédio ficou mais arejado, as paredes ganharam revestimento e os espaços seguem o padrão estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC).

Acessibilidade

Além da renovação estrutural, que conta com laboratórios de informática e de ciências, quadra de esportes coberta, vestiários e refeitório, entre outros espaços, os equipamentos ganharam atenção especial no quesito acessibilidade. Rampas, corrimãos, piso tátil e banheiro adaptado para pessoas com deficiência facilitam a circulação de cadeirantes ou pessoas com dificuldade de locomoção.

“Maceió vive um novo estado de espírito, e a Educação tem contribuído para isso. A Escola Pompeu Sarmento, pelo seu padrão de qualidade, será mais uma vitrine do que está se tornando a Educação em nosso Município. Com sua reinauguração, Maceió recebe mais uma escola totalmente reequipada e requalificada, pronta para melhor atender os alunos e a comunidade”, disse a secretária de Educação, Ana Dayse Dorea.

A Escola Municipal Pompeu Sarmento passou por uma grande reforma e vai beneficiar centenas de crianças.  Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

A Escola Municipal Pompeu Sarmento passou por uma grande reforma e vai beneficiar centenas de crianças.

Encantada com a nova estrutura da escola, a diretora, Maria José, diz que não vê a hora de inaugurá-la. “ Estou a ansiosa para voltarmos à nossa escola. Hoje temos uma belíssima escola, com novas salas e uma nova quadra. Ficou perfeita”, destaca.

Para a vice-diretora, Flávia Cunha, a palavra correta é construção. “Não considero uma reforma, mas uma construção, um novo prédio. Hoje a nossa escola não fica por baixo de nenhuma escola particular. Terei muita satisfação em dar aula numa escola como essa, belíssima. Temos laboratório de informática, de ciência, um amplo refeitório, uma nova quadra. Nessa gestão, eles tiveram uma visão de países de primeiro mundo, e os países de primeiro mundo são os que mais investem na educação”, afirma a vice.

A Escola Pompeu Sarmento existe há mais de 30 anos e tinha recebido sua última reforma em 1996. Atualmente, a unidade atende a mais de 900 alunos divididos entre o 1º e o 9º ano e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Durante as obras, as aulas não foram interrompidas. Alunos estão estudando no prédio da Faculdade Tecnológica de Alagoas (FAT), localizada na mesma avenida.

A Escola Municipal Pompeu Sarmento passou por uma grande reforma e vai beneficiar centenas de crianças.  Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

A Escola Municipal Pompeu Sarmento passou por uma grande reforma e vai beneficiar centenas de crianças.

Quem foi Pompeu Sarmento

Nascido em 27 de março de 1910 em Atalaia, o patrono da escola, Professor Dr. Pompeu de Miranda Sarmento, foi grande personalidade jurídica e econômica em Alagoas. Formou-se na primeira turma da Faculdade de Direito de Alagoas e atuou durante muito tempo na área, em Maceió e em Rio Largo. Nesta, foi delegado Municipal de Recenseamento, tabelião público, escrivão eleitoral, informante municipal do Conselho de Geografia e Estatística e membro da Comissão de Sindicância Municipal.
Em Maceió, atuou como juiz, diretor e superintendente em diversas empresas, foi vice-presidente da Associação Comercial e membro da Associação Brasileira de Imprensa e da Associação Alagoana de Imprensa. Foi um dos fundadores da Faculdade de Ciências Econômicas, sendo professor da Cadeira de Política Financeira e Direito Tributário e posteriormente, com a criação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), foi eleito para chefiar um de seus departamentos.

Até a data de seu falecimento, em 8 de abril de 1965, exerceu os cargos de diretor jurídico de S/A, Leão irmãos Açúcar e Álcool, de professor da Cadeira de Política Financeira e diretor tributário na Faculdade de Ciências Econômicas da Ufal.

Amanda Bezerra (estagiária) – Ascom Semed