Polícia Civil confirma reforma de 14 delegacias em Alagoas

Proposta é reformar 30 até o fim da gestão do governador Renan Filho

bb07d6737f95e5edb1ed95dd57d3d01d_L
Delegacias serão reformadas e reaparelhadas, garantindo condições adequadas de espaço e otimizando as ações de combate à impunidade no Estado. Adaílson Calheiros

O segmento da Segurança Pública entra em um ciclo de grandes mudanças no Estado, dando continuidade à proposta do governador Renan Filho de implantar uma nova Alagoas.

Há mais de 30 anos sem receber incentivos e ações de melhorias em infraestrutura, a meta é que nos próximos anos de gestão pelo menos 30 delegacias de polícia sejam reformadas e reaparelhadas, garantindo condições adequadas de espaço e otimizando as ações de combate à impunidade no Estado.

Inicialmente, 14 unidades da Polícia Civil estão inclusas nesta primeira etapa do projeto de reforma. Desenvolvido em parceria com o corpo técnico da Secretaria de Segurança Pública, Polícia Civil e consultores, o programa de reestruturação foi dividido em três estágios de execução: a entrega de dez unidades corresponderá a cada estágio.

Paralelamente ao processo burocrático de aprovação dos projetos, o próximo passo da ação é avançar com o diagnóstico dos demais ambientes selecionados. A iniciativa, resultado de uma mudança de postura do Governo de Alagoas, prioriza a melhoria na qualidade do serviço e da estrutura das delegacias, ao mesmo tempo em que cobra do segmento de segurança pública números positivos em relação à redução da criminalidade e violência no Estado.

Na capital alagoana, as unidades da PC beneficiadas serão a delegacia de Crimes Contra Criança e Adolescente e a Delegacia da Criança e do Adolescente. A unidade de Marechal Deodoro também está inclusa no projeto inicial. O 2º, 6º e 22º Distritos Policiais (DP) também serão reformados.

No interior do Estado, as delegacias de Penedo, Piaçabuçu, Santana do Ipanema, Junqueiro, Delmiro Gouveia, Piranhas e União dos Palmares, além da delegacia da Criança e do Adolescente de Arapiraca serão completamente modificadas.

A delegada Kátia Emanuelly explica que, apesar de ainda não ter previsão para o início das obras, periodicamente estão sendo realizadas reuniões com os órgãos envolvidos no projeto a fim de assegurar mais celeridade às etapas de reestruturação.

“Algumas das delegacias escolhidas para reforma já foram vistoriadas para detectar os problemas de infraestrutura, assim como os respectivos planilhamentos e projetos de reforma estão finalizados”, declarou a delegada.

Paula Nunes e Rafaela Pimentel –  Agência Alagoas