Juceal dispensa protocolização da Ficha de Cadastro Nacional

Medida foi adotada para simplificar os procedimentos dos clientes

22f8149d30db4895b7f3ed99ae79f326_L

A Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) não exige mais, entre os documentos necessários para a protocolização dos processos empresariais, a impressão da Ficha de Cadastro Nacional (FCN). A medida começa a valer a partir desta segunda-feira (02) e visa simplificar as ações dos clientes e evitar exigências supérfluas nos processos.

O assessor especial da Juceal, Kleber Pereira, ressalta que, como os processos empresariais são iniciados de forma online no Portal Facilita Alagoas, as informações ficam disponíveis no sistema quando o cliente preenche e transmite a FCN.

“É uma burocracia ultrapassada. O documento impresso que os clientes trazem não é assinado, analisado ou arquivado. Ele é apenas um espelho das informações que estão disponíveis no Facilita Alagoas”, explica.

Pereira ainda destaca que o fluxo processual dentro da Junta Comercial é totalmente digital e as análises das informações disponíveis na FCN são feitas observando diretamente as telas do sistema.

Para os clientes que desejarem incluir a FCN entre os documentos protocolados, os processos não serão colocados em exigência. A nova medida foi anunciada na Oficina para Contadores e Empresários, que foi realizada na última quarta-feira (27).

FCN – A Ficha de Cadastro Nacional contém informações necessárias para alimentar o banco de dados da Junta Comercial, como, por exemplo, identificação, endereço, capital e atividade econômica. O documento é necessário para todas as naturezas jurídicas, com exceção dos Empresários Individuais, que utilizam o Requerimento de Empresário (RE).

Hotton Machado – Agência Alagoas