Eleição do líder do PMDB definirá comando da principal comissão da Câmara

Por acordo com o PP, caberá a um peemedebista presidência da CCJ. Definição do nome só ocorrerá após decisão do STF

leonardo-picciani-dez-2015
Leonardo Picciani na Câmara em dezembro de 2015 (Foto: Gustavo Lima / Câmara dos Deputados)

A eleição do novo líder do PMDB vai influenciar também a definição de um dos mais importantes cargos na Câmara: a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Por um acordo feito no início do ano passado que garantiu o apoio do PP à candidatura de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para o comando da Casa, a CCJ foi entregue a Arthur Lira (PP-AL), sob a condição de que haveria um rodízio com o PMDB nos anos seguintes.

Caso vença a disputa pela liderança da bancada, Leonardo Picciani tem negociado indicar Sergio Souza (PR) ou Rodrigo Pacheco (MG) para o posto.

A definição do novo presidente da CCJ, no entanto, não deve ocorrer tão cedo. Eduardo Cunha pretende ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) questionar se as regras decididas pela Corte para a eleição da comissão do impechment também valem para os demais colegiados da Câmara. Até lá, não pretende instalar a comissão.

Cunha quer saber, por exemplo, se para as presidências das comissões da Casa serão permitidas candidaturas avulsas.

Época

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *