Descubra como partos por cesariana estão afetando a evolução

O aumento de partos por cesariana agora está afetando a evolução humana, segundo um novo estudo.

Pesquisadores da Universidade de Viena descobriram que a cada 1.000 gestações, 36 casos envolvem crianças grandes demais para um parto normal. Nos anos 60, essa proporção era de 30 para 1.000.

O Dr. Philipp Mitteroecker, da Universidade de Viena, explicou o aumento, dizendo à BBC: “Mulheres com uma bacia muito estreita não sobreviviam a um parto há cem anos. Por causa das cesarianas, os genes que garantem uma bacia estreita estão passando para as filhas.”

De acordo com o NHS, cerca de uma a cada quatro mulheres grávidas no Reino Unido dão à luz por cesariana. Os pesquisadores da Universidade de Viena também descobriram que o aumento das cesarianas está fazendo com que os bebês nasçam maiores, por conta de uma desproporcionalidade feto-pélvica, que dificultaria um parto normal.

O Dr. Mitteroecker diz que, embora essa seja uma tendência evolutiva, ela deve ocorrer “lentamente” e causar “apenas mudanças ligeiras”.

“Há limites para isso”, disse ele à BBC. “Eu não espero que em algum momento a maioria das crianças do mundo precise de um parto por cesariana.”

Apesar do aumento nos partos por cesariana, o procedimento ainda possui algumas conotações negativas injustas. Uma mãe britânica compartilhou recentemente uma foto de sua cicatriz de cesariana no Facebook, numa tentativa de combater esse estigma.

 

Yahoo

15/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *