Corpo de professor do DF desaparecido é encontrado próximo a cachoeira

Carro tinha sido encontrado em área de ecoturismo a 75 km do centro de Brasília. Ele fez último contato com a família na quinta. Bombeiros não deram detalhes do achado.

Após dois dias de buscas, bombeiros do Distrito Federal e de Goiás encontraram nesta segunda-feira (26) o corpo do professor de física Carlos Brasileiro Pita, que estava desaparecido em uma região de ecoturismo próxima a Brasília. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros do DF por volta das 14h30, mas a corporação não repassou detalhes sobre o caso.

A informação também foi confirmada pela mãe de Pita, Virgínia Miranda, em uma rede social. “Amigos, encontrado sem vida meu filho. Obrigada por todo apoio recebido. Ele agora é um anjo no céu”, diz a postagem.

Pita fez o último contato com a família na noite de quinta-feira (22). Na tarde de domingo, o carro de Carlos Brasileiro Pita foi encontrado perto da cachoeira do Indaiá, em Formosa (GO), a 75 km do centro de Brasília.

As buscas foram suspensas no fim da noite de domingo, e retomadas na manhã desta segunda. O pai do professor, Paulo Pita, pediu ajuda nas redes sociais e disse que mantinha contato frequente com o filho. “[O contato na última quinta] É próximo, mas ele sempre está presente no Natal”, disse. A família também não tinha informações sobre possíveis companheiros de viagem do professor.

De acordo com uma publicação da mãe de Pita, também em rede social, o professor morava na Asa Norte e dava aulas de física em um colégio público de Santa Maria. Até as 9h desta segunda, as postagens da família sobre o desaparecimento já superavam 1,2 mil compartilhamentos.

g1

26/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *