Após imbróglio com o STF, rejeição a Renan dispara 17% em um mês

“Todo Poderoso” mas nem tanto

O presidente do Senado, , comanda sessão extraordinária de discussão da PEC 55, do Teto dos Gastos, no plenário do Senado Federal – 08/12/2016 (Evaristo Sá/AFP)

Conforme publicado na coluna Radar On-Line do site  veja.com , o Senador Renan Calheiros (PMDB-AL) viu sua desaprovação crescer 17% em apenas um mês. Em novembro, antes do imbróglio envolvendo o STF, que culminou em sua manutenção na presidência da Casa, Renan era rejeitado por “apenas” 62% dos brasileiros. Já em dezembro, com águas passadas, ele viu o mesmo índice saltar para 79%.

O mais impressionante é o derretimento de sua imagem na região Norte do país. Em junho, era lá que Renan tinha sua maior aprovação, com 10%. Neste mês, o número é traço, 0%. A pesquisa é do Instituo Ipsos.

Por Pedro Carvalho-Veja.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *