AL atinge meta da Campanha de Vacinação contra a Influenza

Campanha termina às 17h desta sexta-feira (20) nos 102 municípios do Estado

Alagoas atingiu nesta sexta-feira (20) a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde na vacinação contra InfluenzaOlival Santos
Alagoas atingiu nesta sexta-feira (20) a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde na vacinação contra InfluenzaOlival Santos

A Campanha de Vacinação contra a Influenza 2016 termina às 17h desta sexta-feira (20), mas Alagoas já atingiu a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS), que corresponde a 80%. De acordo com dados divulgados pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), às 12h10 o Estado já havia vacinado 80,7% do público-alvo, que corresponde a 509.713 pessoas das 636.571 que necessitam ser imunizadas.

Quanto aos grupos prioritários, a meta já foi atingida para os trabalhadores da saúde (113,02%), puérperas (89,58%), população indígena (91,37%) e idosos com 60 anos e mais (83,09%). Já o grupo das crianças de 6 meses a menores de 5 anos (71,53%) e as gestantes (66%) não haviam atingido a meta mínima de 80%, segundo a secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska.

“O Ministério da Saúde enviou a Alagoas 100% das doses destinadas ao Estado e todo o quantitativo já foi distribuído aos 102 municípios alagoanos. Por isso, atestamos que as doses foram suficientes para vacinar todos os integrantes do público-alvo”, assegurou secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska.

Ainda de acordo com o PNI, 58 dos 102 municípios alagoanos já alcançaram a meta mínima de 80%. Outros 33 municípios já vacinaram mais de 70% e 11 municípios imunizaram menos de 70% do público-alvo. “Obviamente, até o fim da tarde desta sexta-feira, os dados devem ser alterados, uma vez os municípios estarão cadastrando as doses aplicadas no sistema do Ministério da Saúde”, salientou a assessora do PNI em Alagoas, Denise Castro.

Os não vacinados

E segundo salientou a assessora do PNI, os municípios que ainda não atingiram a meta podem desenvolver estratégias para buscar os integrantes do público-alvo. “Ação deve ser realizada pelas equipes de Atenção Primária, que devem adotar uma ação mais proativa para alcançar esses grupos prioritários”, salientou.

Josenildo Törres – Agência Alagoas