PSG recusa oferta de R$ 855 milhões do Barcelona por Neymar

O Paris Saint-Germain recusou nesta terça-feira uma oferta de 190 milhões de euros (R$ 854,7 milhões) do Barcelona pelo atacante Neymar, de acordo com fontes da ESPN.

O Barça ofereceu 40 milhões de euros (R$ 179,93 milhões) para ter o atleta por empréstimo, com uma cláusula de obrigação de compra de 150 milhões de euros (R$ 674,75 milhões) ao final da temporada.

Outra fonte próxima à negociação confirmou que a oferta foi recusada, mas salientou que ela seria de 170 milhões de euros (R$ 764,71 milhões) por dois anos de empréstimo, com opção de compra após cada fim de temporada.

Os donos do PSG estão decepcionados com a atitude de Neymar durante a atual janela, mas só irão vendê-lo se conseguirem ao menos recuperar os 222 milhões de euros (R$ 998,62 milhões) investidos em sua contratação, no verão de 2017, atesta o MSN.

Nos bastidores, o time de Paris também acredita que o Barcelona não terá dinheiro para pagar todo o dinheiro da transferência definitiva no próximo verão, e irá propôs que a dívida seja acertada de maneira parcelada, o que não é visto como ideal pelos franceses.

Enquanto isso, o diretor esportivo da equipe da Ligue 1, o brasileiro Leonardo, tenta conseguir o máximo de dinheiro possível pelo camisa 10, na esperança de ver chegar uma proposta de ao menos 200 milhões de euros (R$ 899,66 milhões).

A situação de Neymar se complicou após o empréstimo do meia Philippe Coutinho, que era desejado pelo PSG, ao Bayern de Munique.

Fontes próximas ao brasileiro salientam que ele está tentando se manter otimista, mas sabe que um possível retorno ao Camp Nou está ficando cada vez mais distante.

O camisa 10 segue treinando separado do elenco para readquirir a melhor forma física, e ficou de fora das duas partidas dos parisienses no Campeonato Francês até agora.

De acordo com Leonardo, ele não será escalado até que a situação seja resolvida de vez.

21/08/2019