Maradona é detido ao chegar na Argentina

Diego Maradona doi detido na noite de terça-feira ao retornar à Argentina. O atual treinador do Dorados de Sinaloa, do México, foi detido ainda no Aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, por causa de um processo interposto pela sua ex-noiva, Rocío Oliva, segundo informa o jornal “Olé”.

Maradona contou com a presença do seu advogado, Matías Morla, e alguns minutos depois foi libertado, tendo mesmo utilizado as redes sociais para enviar uma mensagem… política. O ex-jogador desativou os comentários para não ser perguntado sobre o problema com a ex.

“Já em Buenos Aires, a caminho de casa, com meu amigo Matías Morla. Muito feliz com a notícia de que Alberto Fernández será o nosso novo presidente, graças à GRAN Cristina. Saudações a todos!”, pode se ler no post feito no Instagram.

Rocio Oliva, de 30 anos, anunciou o fim do relacionamento com o Pibe, que tem 58, em janeiro deste ano após seis anos de união. O casal separou-se, mas a ruptura não está a ser pacífica, já que exige metade dos rendimentos do argentino nesse período, informa o Extra.

A jovem reclama metade dos rendimentos obtidos pelo antigo craque durante o período em que estiveram juntos. Além disso, ela exige uma compensação financeira por ter interrompido a sua carreira de futebolista para seguir Maradona para o Dubai e para o México.

22/05/2019