Arapiraca ganha 1º Centro Judicial de Solução de Conflitos do interior de Alagoas

O Terminal Rodoviário Deputado Nezinho, no bairro Jardim Tropical, foi o local escolhido pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) para inaugurar o seu Centro Judicial de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC).

A Prefeitura de Arapiraca cedeu servidores da Secretaria Municipal da Fazenda para que o ambiente funcione com a máxima eficiência, atendendo à população que mais precisa resolver seus conflitos. Esta é a estreia do Cejusc no interior de Alagoas, sendo o primeiro da Comarca de Arapiraca.

O descerramento da placa aconteceu na manhã desta sexta-feira (6) com presença de diversas autoridades do Judiciário, do Legislativo e do Executivo do Estado de Alagoas.

“Esse momento representa muito para o nosso povo, porque o Judiciário está humanizando cada vez mais os seus processos. A abertura deste espaço, em parceria com a Prefeitura e com os acadêmicos do Cesmac, é prova viva disso. Independente do resultado da resolução de conflitos, quem sai ganhando é, de fato, o arapiraquense”, diz o prefeito Rogério Teófilo.

Para o desembargador Tutmés Airan, presidente do TJ/AL, o empreendimento vai agilizar e “desafogar” os trâmites no Judiciário local.

“É preciso literalmente ‘sentar à mesa’, antes da necessidade da abertura de um processo. Com este Centro Judicial, as repostas serão mais rápidos e o conflitos, resolvidos de forma mais branda, tenho a certeza! E para isso agradecemos imensamente esta parceria com a Prefeitura de Arapiraca”, pontua Airan.

O edifício homenageia o pai de Tutmés, tendo o nome do Deputado Cláudio de Albuquerque Lima em sua estrutura.

O CEJUSC tem recepção, sala de acolhimento e oito salas de conciliação, todas com a premissa da “mesa redonda”, a fim de o diálogo sempre fluir entre as partes envolvidas.

Estiveram presentes na cerimônia o procurador Geral do Município, Rafael Gomes; o senador Rodrigo Cunha; o vice-governador de Alagoas, Luciano Barbosa; o diretor do Fórum de Arapiraca, Francisco Pereira; diretora do Cesmac Arapiraca, Priscila Vieira; defensor público Marcos Freire; coordenador do CEJUSC Arapiraca, juiz Alberto de Almeida; coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), juiz José Miranda; superintendente do Fórum de Maceió e coordenador do curso de Direito do Cesmac Arapiraca, juiz Orlando Rocha; gerente geral do Sinart, Selmo Oliveira; e coordenadora do município do CJUSC, Chymena Brandão.

Com Blog Bernardino