Apple perde US$ 40 bi em um dia com temor de baixa nas vendas

As quedas nas ações de empresas de tecnologia afundaram as bolsas de valores dos Estados Unidos nesta segunda-feira (12). A Apple foi a mais prejudicada com perda de US$ 40 bilhões em valor de mercado após seus papéis desvalorizarem 5% ao longo do dia. O mau desempenho foi justificado por uma possível desaceleração do mercado consumidor pelos produtos da marca.

A suspeita emergiu após a Lumentum, indústria tecnológica de reconhecimento facial e fornecedora da Apple, ter anunciado que uma das suas maiores clientes havia reduzido um pedido de compra, reportou a CNN.

O aviso da Lumentum veio logo depois da Japan Display, outra fornecedora da produtora do iPhone, ter afirmar a redução na expectativa de lucros, responsabilizando a “demanda volátil dos clientes.”

Os avisos dos fornecedores seguem uma linha de atenção dos investidores para com a empresa. No início do mês, a Apple baixou a marca de US$ 1 trilhão de valor no mercado e criou um clima de instabilidade após a divulgação do número de vendas dos seus novos produtos, diz o Terra.

Apesar dos rumores, a empresa afirma que está confiante nas vendas de Natal, atribuindo a previsão mais fraca do que o esperado a mudanças pontuais, como o lançamento de novos telefones e problemas temporários na cadeia de suprimentos.

A gigante da tecnologia continua a obter lucros recordes, graças aos preços mais altos dos seus produtos e à crescente receita de seus negócios, que incluem serviços como App Store, Apple Pay e Apple Music. As receitas aumentaram 20%, para US$ 62,9 bilhões em comparação com o ano anterior, e os lucros subiram 31%, para US$ 14,1 bilhões.

Porém os analistas permaneceram céticos, especialmente depois que a empresa disse que deixaria de compartilhar o número de vendas de iPhones, iPads e Macs com os investidores.

13/11/2018